temático

Loja de Rock

Publicado por Cris Basso em 08/06/2014 às 15h17

Após a participação em um Seminário sobre Consumo, promovido pela PUC/SP, onde ministrei palestra com as amigas Sylvia Demetresco e Ana Paula Preto, falamos sobre a sociologia do consumo e como adaptar este conhecimento ao merchandising. Além disso, falamos sobre o comportamento dos usuários nos espaços comerciais e como se manifesta a experiência da compra e como construí-la.

Fazia parte do Seminário, a participação dos alunos em um Safari, que se trata de um passeio em alguns pontos da cidade de São Paulo onde pudesses observar essa relação de Visual Merchandising X Comportamento do Consumidor.

Um dos espaços visitados foi a Galeria do Rock - http://galeriadorock.com.br/blog/. Pra quem não conhece, vale muito a pena a visita, mesmo para quem não faz parte desse público consumidor. É uma experiência diferente, mas também muito valiosa e sim, com muito conhecimento.

Para exemplificar o assunto Visual Merchandising X Consumo com aquilo que vimos no Safari (na Galeria do Rock), apresento uma loja que se preocupou em direcionar o seu VM ao seu cliente.

Fachada da Loja de Rock

Tudo tem o seu público! E cada loja deve sempre se comunicar da melhor maneira com o seu público.

Desde a fachada da loja, tudo foi bem personalizado. Não se trata de dispormos de materiais caros para que a fachada, ou mesmo o interior da loja, fique atrativa. Nesse caso, uma cor diferente aplicada na própria estrutura da fachada, já ficou diferente. Folhas secas e pintadas deram um toque a mais na personalização, sem que o custo disso ficasse inviável para a loja.

O letreiro, algo que a loja já teria que colocar para que fosse identificada, também foi feito de maneira personalizado, lembrando um livro de contos de bruxas.

Visual de loja na Loja de Rock

As cores também se repetem no interior da loja: o preto, roxo e cinza.

A maneira com que as roupas estão expostas favorece o manuseio do cliente, e com isso, não precisa ficar esperando algum vendedor atendê-lo.

A iluminação não é favorecida devido o piso ser escuro, paredes, mobiliário e os próprios produtos escuros, fazendo com que a luz inserida seja absorvida pelo ambiente. A pouca luz é proposital, o que deixa o ambiente mais sombrio e macabro, é essa a proposta.

vitrina interna da Loja de Rock

Os acessórios se encontram de maneira mais reservada, atrás de uma vitrina de vidro para dar mais segurança em relação a roubos. Mesmo em um espaço pequeno, a  loja conseguiu oferecer uma linha de produtos de maneira completa: roupas e acessórios.

O Visual Merchandising pode ser trabalhado para todos os tipos de público e para todos os tipos de lojas. O importante é que o lojista se preocupe em criar uma “Identidade” pra o seu negócio, algo que se diferencie da concorrência, e nesse caso da Galeria são 450 lojas em um só lugar!

Categoria: loja, temático, visual de loja
Comentários (0) e Compartilhar

fwB|fwB uppercase|uppercase fwB|b03 bsd||image-wrap|news login b01 uppercase bsd|uppercase b01 bsd fwB|uppercase b01 bsd|login news b01 uppercase bsd fwB|uppercase b01 bsd fwB|b01 uppercase bsd|content-inner||