Sportix - loja de bicicletas

Publicado por Cris Basso em 03/09/2014 às 18h23

Como tratar o Visual Merchandising para uma loja que vende bicicletas e ainda dá assistência técnica?

Se pensarmos somente em alguns conceitos de VM, como: o trabalho com o mobiliário de forma personalizada, o uso dos 5 sentidos (paladar, tato, visão, olfato, audição), o uso da sinalização também de forma personalizada, ações para deixar o cliente confortável, disposição de produtos de maneira organizada e seguindo técnicas de composição, podemos pensar que seria então complicado fazer tudo isso (e mais um pouco) em uma loja desse segmento...mas não foi isso que pude observar nessa loja.

Sportix - gondolas Sportix - disposicao de produtos

 

Quando se trata da visão, observa-se que a exposição dos produtos permite que o cliente tenha uma noção  geral de como é a loja, sendo que da entrada da loja até a sua metade fica a exposição das bicicletas (mais baixas) e, da metade para o fundo, ficam as gôndolas com os acessórios e equipamentos (equipamentos mais altos). Mais alto ainda ficam as prateleiras encostadas nas paredes do fundo com a parte de confecção, então tudo tem uma sequência visual.

Sportix - sinalizacao Sportix - prateleira

 

Sobre o paladar, há o espaço café que pode ser tomado no balcão do caixa, ou mesmo no local de espera. Além disso, ocorre a venda de alguns suplementos alimentares e guloseimas, sugerindo uma melhor performance esportiva.

Sportix - decoracao Sportix - decoracao

 

Detalhe para os quadros decorativos que ficam abaixo da sinalização do Bike Café. Pra quem leu a mensagem pode observar que se trata de uma loja que quer vender para a toda família e que o gosto pela bicicleta pode passar por gerações.

Sportix - display Sportix - mostrador

 

O tato está relacionado ao fato do cliente poder tocar, pegar, provar todos os produtos. Também pode fazer um teste pra ver a bicicleta ideal, como altura de banco, roda, freios, etc. A loja inteira é de experimentações.

Sportix - oficina Sportix - atendimento

 

Em relação ao olfato, o cheiro que lembramos é o da borracha e dos lubrificantes que exalam da parte da oficina, aliás, um lugar que nem parece oficina de tão arrumado. O espaço de venda é o mesmo do espaço de serviço, e isso é de propósito, pois enquanto o cliente espera um pouco pela arrumação das bikes, ele pode ficar olhando a parte da loja.

Sportix - display Sportix - sinalizacao

 

A bagunça não fica à vista do cliente, fica somente o que interessa: os produtos que podem ser vendidos de última hora (impulso) e a tabela com os serviços que são negociados.

A parte sonora acontece pela música estimulante que fica no ambiente, estimulante para a prática de exercícios, é claro.

Sportix - mobiliario Sportix - mobiliario

 

O que chamou atenção foi o espaço de espera ser personalizado mas que ao mesmo tempo lembra um  espaço de Bistrô, pelo bancos altos e mesinhas altas. Observem que a mesinha é feita de aros de bicicleta, personalizado mesmo. Ao fundo da parede foi aplicado a logomarca, isso para que o cliente tenha contato com a “marca” em vários momentos que estiver na loja.

Sportix - visual de loja Sportix - visual de loja

 

A sinalização não informa sobre as categorias dos produtos, serve para informar sobre os setores da loja, como o Centro Técnico ou o Espaço de Café, e também para informar sobre o seu público: Confecção para Elas, para Eles e Espaço Kids.

Sportix - visual de loja Sportix - visual de loja

 

Como aqui o cliente pode tocar, pegar e experimentar os produtos, são necessários provadores para todas as situações, para as provas das roupas (por meio das cabines) e também para as provas dos calçados (por meio dos puffs). Os espelhos também ajudam àqueles que querem provar os acessórios, como os capacetes, óculos, luvas, etc.

Sportix - exposicao de produtos Sportix - exposicao de produtos Sportix - exposicao de produtos

 

As pontas de gôndola são espaços estratégicos para a exposição dos produtos, pois são espaços de grande destaque, de fácil visualização e podem ocorrer trocas mais frequentes de produtos. Chamamos também de vitrinas internas.

Nos exemplos acima, cada ponta de gôndola é trabalhada de forma diferente para cada categoria de produtos: 1.por meio de ganchos, 2.por meio de mini-prateleiras, 3.como painel. Para que esses espaços chamem mais atenção, deve-se ter muito cuidado com a arrumação, ou seja, a disposição dos produtos deve ser feita de maneira criteriosa, seguindo uma linha, ou uma forma, ou então formando blocos de produtos.

O ideal é que, nesses espaços, se trabalhe com uma variedade menor de produtos mas que a categoria escolhida seja trabalhada em quantidade.

Conheça mais sobre a Sportix: https://www.sportix.com.br/ 

Categoria: bicicleta, loja, visual de loja
Tags: bicicleta, decoração, visual de loja, visual merchandising

Enviar comentário

voltar para Bom Saber

fwB|fwB uppercase|uppercase fwB|b03 bsd||image-wrap|news login b01 uppercase bsd|uppercase b01 bsd fwB|uppercase b01 bsd|login news b01 uppercase bsd fwB|uppercase b01 bsd fwB|b01 uppercase bsd|content-inner||